Acusado de assassinar advogado Eliel Ferreira, “Júnior Preto” se entregou à Polícia nesta segunda-feira (25)

Foragido da Polícia desde o dia 09, Ialamy Gonzaga, popularmente conhecido como “Júnior Preto”, se entregou na manhã desta segunda-feira (25) à Delegacia de Homicídios de Mossoró, onde foi ouvido pelo delegado Rafael Arraes, diante da acusação que pesa sobre ele sobre o assassinato do advogado Eliel Ferreira Cavalcante Júnior.

Segundo as primeiras informações divulgadas pela Polícia Civil e por testemunhas no dia do crime, “Júnior Preto” teria confundido Eliel com um assaltante, perseguido e atirado contra a vítima que veio a óbito.

O advogado do jovem assassinado, Edson Lobão, levantou, porém, a tese de que Eliel teria sido morto por crime de homofobia. Em seu depoimento hoje, Ialamy negou a versão, reafirmando que confundiu o jovem com um assaltante.

Após ser ouvido, Júnior Preto foi conduzido Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP/RN) para exame de corpo de delito e em seguida para a Cadeia Pública de Mossoró, onde permanecerá à disposição da Justiça. As investigações seguem sob sigilo.

Confira abaixo entrevista do delegado Rafael Arraes ao repórter Pádua Júnior, da Rádio Difusora de Mossoró (AM 1170).

 

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!