Após levar R$ 11 mi com a venda de Gabriel Veron, Santa Cruz reforçará investimentos na base do time

Prestes a abocanhar uma fatia de mais de R$ 11 milhões por 20% da venda do atacante Gabriel Veron do Palmeiras para o Porto, de Portugal, o Santa Cruz, de Natal volta seus olhares agora para a sua base, almejando formar outros jogadores com o mesmo talento de Veron e assim, quem sabe, engordar mais as suas finanças.

O valor recebido pelo clube potiguar poderia ser o dobro, mas o diretor aceitou reduzir pela metade a porcentagem, segundo ele, para não atrapalhar a carreira do jogador: “A conversa foi bem tranquila. Um processo natural de negociação, sem desgaste. A gente, neste momento, não podia segurar, dizer que não fazia e, de repente, atrapalhar todo um projeto dele de carreira, de pensar em ir para a Europa… Mantivemos o equilíbrio da operação, e ficou bom para todo mundo”, afirma Lupércio Segundo, que esteve nesta quinta (21) à noite em Portugal acompanhando o desfecho das negociações.

Agora, a diretoria pretende fazer investimentos justamente na base, numa tentativa de que outros “Verons” possam surgir no elenco: “Vamos continuar investindo na base, em estrutura, em campos de treinamento… Acho que não podemos mudar o foco. A gente só mantém o time principal para que o clube possa continuar em atividade, mas o objetivo mesmo é a categoria de base”, diz Lupércio.

Veron, que iniciou a carreira nos campinhos de terra batida de Assu, está sendo negociado ao time português por 10,25 milhões de euros (cerca de R$ 57,5 milhões na cotação atual). Ao Palmeiras, caberá 80% do valor: algo em torno de R$ 46 milhões.

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!

Foto: SE/Palmeiras.