ARTIGO – Sobre o debate!

Por Mário Francis Petry Londero

 

Foi um debate, no que tange as camisetas dos times, desigual. Direita 4 x 2 Esquerda. Desde aí Lula já teve uma desvantagem, até por que Ciro, mesmo sendo do mesmo time, quer derrubá-lo. Saudades da Luciana Genro e do Boulos para desmascarar a hipocrisia da direita.

Buenas, a direita privatista esteve representada pelo milionário do Novo, que de novo não tem nada, só a manutenção da desigualdade social em suas propostas altamente “avançadas”.

A Soraya se propõe inovadora, mas pertence a um partido montado para o que está aí na gestão do Bolsonaro, apenas maquiando o fascismo.

Aliás, ela e Simone foram muito bem no debate, mesmo propondo ações na educação, saúde e assistência que são absolutamente opostas a tudo que seus partidos sempre se propuseram. Só na PEC dos vinte anos sem investimento na saúde, educação e assistência já temos um exemplo claro disso. Fora elas acusando a corrupção de Bolsonaro e Lula em seus respectivos governos, esquecendo que seus partidos eram os mais denunciados em ambos os escândalos.

Nosso adolescente continua afiado, Ciro propôs passos para o futuro e respondeu a altura as respostas do atual presidente.

Sobre Bolsonaro, não sei se fico mais embasbacado com ele, com quem vota nele, ou com o Brasil que o elegeu presidente. É incrível o despreparo dele. E se Ciro é o adolescente CDF, Bolsonaro certamente só pode ser o valentão mais velho das turmas de colégio que rodam ao menos uma vez em cada série.

Lula levou todo o seu peso do passado, para o bom e mau sentido. A cada mostra de seus grandes feitos, com fake-news ou com dados que no mínimo são meias verdades, seus adversários o batiam para o anularem.

Espero que nos próximos debates Lula avance em seus projetos para o futuro, sem se proteger das críticas com seus grandes feitos do passado. Ele é o grande candidato e por isso deve dar o norte da conversa. Fica a dica: avance para o presente e mostre que tem capacidade de governar o futuro. Como fez, por exemplo, quando foi libertado da prisão, onde com seu discurso trouxe até o Zé gotinha para a propaganda do governo bolsonarista, pautando o desgoverno naquele momento.

 

Mário Francis Petry Londero é docente da UFRN no Departamento de Psicologia na área de psicanálise. Trabalha no campo da saúde mental e com a oniropolítica.

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!