Brasil: Adolescente de 16 anos mata os pais adotivos e a irmã em São Paulo após ter celular confiscado

Na madrugada desta segunda-feira (20/5), um adolescente de 16 anos foi apreendido após confessar ter matado seus pais adotivos e sua irmã dentro de casa na Vila Jaguara, zona oeste de São Paulo. O crime ocorreu na noite de sexta-feira (17/5), mas só foi descoberto quando o próprio adolescente ligou para a polícia nesta segunda-feira para relatar o ocorrido.

O adolescente afirmou à polícia que cometeu o crime porque seus pais haviam confiscado seu computador e celular. Ele também declarou que não se arrepende e que, se pudesse, “faria novamente”.

Os pais adotivos tinham 57 e 50 anos, e a irmã adotiva tinha 16. Segundo a Polícia Militar, os corpos permaneceram na casa por três dias: os dos pais foram encontrados no andar térreo e o da irmã no andar superior. No caso da mãe, o adolescente ainda fincou uma faca em suas costas no sábado (18/5), quando ela já estava morta.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), o adolescente confessou ter usado a arma do pai, que era guarda civil municipal em Jundiaí.

O adolescente foi levado ao 87º Distrito Policial para ser ouvido e, em seguida, será encaminhado à Fundação Casa. Peritos da Polícia Técnico-Científica chegaram ao local por volta das 6h, quando os corpos ainda estavam na casa. A arma e o celular do adolescente foram apreendidos.

O caso foi registrado como ato infracional de homicídio (feminicídio), posse ou porte ilegal de arma de fogo, e vilipêndio a cadáver.

*Com informações Metrópoles

Foto: Reprodução

 

 

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!