Brasil: Maria da Penha recebe proteção após ameaças de grupos extremistas pelas redes sociais

Maria da Penha Maia Fernandes receberá proteção após ataques de membros da extrema-direita, “red pills” e “masculinistas” em comunidades digitais. A ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, confirmou a proteção, e a casa de Maria da Penha será transformada em um memorial para combater a violência contra a mulher. O governador do Ceará, Elmano de Freitas, anunciou que Maria da Penha será protegida pelo Programa de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos.

Maria da Penha, nascida em Fortaleza e formada em Farmácia e Bioquímica, foi vítima de tentativa de feminicídio pelo marido em 1983, ficando paraplégica. Em 2006, sua luta resultou na sanção da lei que leva seu nome, combatendo a violência contra as mulheres.

Denúncias

Denúncias de violência doméstica podem ser feitas em delegacias especializadas, através do Disque 180, e na Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (DEAM) em Mossoró, localizada na R. Julita G. Sena, 241 – Nova Betânia, Mossoró – RN, 59611-440. A DEAM funciona de segunda a sexta-feira a partir das 8h, e pode ser contatada pelo telefone (84) 3315-3536.

A Patrulha Maria da Penha da GCM Mossoró/RN atende denúncias pelo telefone 153 ou pelo Disque Segurança: (84) 9 8631-7000 (WhatsApp).

Foto: Reprodução

 

 

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!