Carlos Bolsonaro é alvo de operação da PF sobre espionagem ilegal

A Polícia Federal realizou uma operação de busca e apreensão nesta segunda-feira (29) em uma casa em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, onde Jair Bolsonaro realizou uma live no domingo (28). O ex-presidente e seus filhos estavam presentes, mas nenhum deles foi alvo de mandado de prisão.

A operação também visou possíveis destinatários de informações coletadas ilegalmente pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin), incluindo o vereador Carlos Bolsonaro. Celulares e aparelhos eletrônicos de todos na casa, não apenas de Carlos, serão recolhidos, segundo fonte da PF.

A Polícia Federal suspeita que, durante o mandato de Jair Bolsonaro, a Abin atuou ilegalmente na coleta de informações sem autorização judicial e na disseminação de informações falsas para difamar instituições e autoridades. Além disso, a Abin teria sido acionada para proteger os filhos de Bolsonaro de investigações da Polícia Federal.

Carlos Bolsonaro, vereador desde 2001 e atualmente em seu sexto mandato consecutivo na Câmara Municipal do Rio, foi apontado como chefe do chamado “gabinete do ódio”, uma estrutura paralela montada no Palácio do Planalto para atacar adversários e instituições, como o sistema eleitoral brasileiro.

*Com informações G1
Foto: Reprodução

 

 

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!