Diário Oficial desta sexta (10) traz aviso de licitação para construir primeiro IERN

O Governo do Rio Grande do Norte iniciou os trabalhos para a instalação do primeiro Instituto Estadual de Educação Profissional, Tecnologia e Inovação do Rio Grande do Norte (IERN). O aviso de licitação para contratar construtora foi publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (10).

O recebimento e abertura dos envelopes de documentos de habilitação e proposta de preços será realizada no dia 13 de janeiro de 2021, às 10h, na sala da Comissão Permanente de Licitação, na sede da Secretaria de Infraestrutura do Estado. O edital e seus anexos podem ser solicitados exclusivamente pelo e-mail cplsinrn@gmail.com, das 8h às 14h, de segunda a sexta-feira.

O primeiro IERN será construído no bairro Bom Pastor, zona Oeste de Natal, em um terreno de 8,1 mil metros quadrados. O espaço terá 12 salas de aula, quatro laboratórios, área de convivência, bloco administrativo, quadra poliesportiva coberta, refeitório, cozinha, banheiros, salas dedicadas ao ensino profissionalizante, biblioteca, auditório, além de ampla área verde. Todo o complexo contará com uso eficiente de energia fotovoltaica e com estação de tratamento das águas pluviais.

Natal foi escolhida para receber o primeiro IERN após a Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (Seec) constatar que a capital potiguar possui demanda reprimida por vagas na educação profissional.

A expectativa é que o processo licitatório seja concluído em até 3 meses, caso não haja nenhum recurso. Após a assinatura da ordem de serviço, prevista para fevereiro, a empresa licitada terá o prazo de oito meses para concluir a construção. O valor estimado para a obra é de R$ 9 milhões.

 

IERNs

Os IERNs terão infraestrutura inspirada no modelo dos Institutos Federais, sendo construídos e mantidos pelo Governo do RN.

Ao todo, serão 12 unidades, orçadas em R$ 96 milhões e distribuídas nas cidades de Natal, Touros, São José de Mipibu, Tangará, Santana do Matos, Jardim de Piranhas, Campo Grande, Umarizal, Alexandria, São Miguel, Mossoró e Areia Branca.

Os institutos partem de um novo conceito, onde as unidades serão referência na educação profissional e desenvolvimento de tecnologias e inovação na rede estadual de ensino. A intenção é ofertar cursos que estejam adequados à realidade sociocultural local e à matriz econômica em potencial da região.

Também serão transformados em IERNs os 11 Centros Estaduais de Educação Profissional (CEEPs). Eles contarão com um investimento de R$ 5,5 milhões para adequações.

 

___________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.
DIFUSORA – A FALA DO POVO!