Fugitivos do presídio federal de Mossoró escalaram luminárias e cortaram cerca, dizem fontes

Fuga de presos – Deibson Cabral Nascimento e Rogério da Silva Mendonça, fugiram do presídio de segurança máxima de Mossoró, no Rio Grande do Norte, por volta das 3h17 da madrugada desta quarta-feira (14).

Eles conseguiram essa façanha depois de escalarem luminárias que dão acesso ao teto. Depois disso eles cortaram a cerca do presídio e pularam já que não existe uma muralha de contenção.

A fuga levanta questões sobre possíveis falhas humanas ou cooptação, pois ainda não se sabe como eles conseguiram atravessar pelo menos três portas que dão acesso a cela, corredor e pátio e ainda passar pelo circuito fechado de câmeras de TV sem serem notados.

A fuga aconteceu em meio a realização de uma obra no pátio da Penitenciária Federal e isso pode ter comprometido a segurança da unidade segundo o Ministério da Justiça.

A pasta também informou que desde o início da obra, um detector de metais não estava funcionando, e os policiais penais federais não estavam passando pelo equipamento, permitindo assim entrada de materiais que são normalmente proibidos no local.

A fuga representa o primeiro incidente desse tipo na história do sistema penitenciário federal, composto por cinco unidades de segurança máxima.

Nomeado para o cargo na semana passada, o secretário André Garcia, da Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen) do Ministério da Justiça e Segurança Pública, está a caminho de Mossoró com integrantes da pasta para investigar em que circunstâncias a fuga aconteceu.

Os fugitivos ainda estão sendo procurados pela Polícia Federal com o apoio das forças de segurança do RN.

Em nota a Secretaria de Segurança Pública do RN informou que está dando todo o apoio necessário ao sistema prisional federal para recapturar os presos.

Foto: Reprodução

 

 

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!