Menina de 8 anos morre após sofrer um AVC no Paraná

O caso aconteceu em Ribeirão do Pinhal, a 117 quilômetros de Londrina/PR. Antes de morrer, Maria Júlia de Camargo Adriano, de 8 anos, queixou-se de fortes dores de cabeça e desmaiou. O quadro da menina era gravíssimo.

A família a levou ao hospital, onde ela passou por uma bateria de exames que diagnosticaram um sangramento no cérebro.

Os médicos identificaram o rompimento de um aneurisma cerebral com sangramento como a causa da morte da menina, conforme confirmado por laudo médico. Maria Júlia foi enterrada na terça-feira (08).

“Era a alegria da família e de todos que estavam à sua volta. Gostava de viajar, passear”, disse uma tia.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o AVC é atípico em crianças, sendo mais comum em adultos. A prevenção da doença deve ser feita por meio do controle da pressão arterial, colesterol, peso, entre outros fatores.

Os cuidados devem ser redobrados por pessoas com predisposição para diabetes e obesidade. Dados do Ministério da Saúde apontam que o número de internações no Brasil subiu quase 40% em nove anos.

Foto: Arquivo Pessoal

 

 

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!