Ministro Alexandre de Moraes determina bloqueio do Telegram em todo o Brasil

Acatando um pedido da Polícia Federal (PF), o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta quinta-feira (17) a suspensão do aplicativo de mensagens Telegram no Brasil por descumprimento de ordens judiciais. Plataformas digitais e provedores de internet do país, têm cinco dias para tirar do ar o aplicativo.

Segundo a PF, apesar do bloqueio de perfis considerados propagadores de informações falsas (fake News), o Telegram tem descumprido outros pontos de uma decisão do Supremo, entre as quais, a de entregar à Justiça informações cadastrais e bloquear o repasse de recursos de perfis infratores. Este, inclusive, foi o que levou à determinação desta sexta para suspender o aplicativo no país.

No pedido encaminhado ao Supremo, a PF diz que o Telegram “é notoriamente conhecido por sua postura de não cooperar com autoridades judiciais e policiais de diversos países.” O aplicativo tem sido muito utilizado por usuários de extrema-direita do Brasil para disseminação de discursos de ódio, fake news e outros crimes virtuais.

Ainda segundo determinação do ministro, quem tentar burlar bloqueio ao uso do aplicativo, pode incorrer numa multa de R$ 100 mil por dia.

 

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!