Morre em São Paulo, aos 84 anos, Jô Soares

Morreu na madrugada desta sexta-feira (05), no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, o humorista, apresentador, escritor e ator Jô Soares. A causa da morte ainda não foi divulgada, mas desde 28 de julho que ele se encontrava internado, inicialmente tratar de uma pneumonia.

José Eugênio Soares nasceu no Rio de Janeiro em 16 de janeiro de 1938. Na sua vasta lista de artes envolvidas foi apresentador de televisão, escritor, dramaturgo, diretor teatral, ator e músico.

Destacou-se em programas como “Veja o Gordo”, humorístico da Tv Globo de 1988; o Jô Soares Onze e Meia, no SBT, de 19988 a 1999 e também na Globo entre os anos de 2000 e 2016 com o Programa do Jô. Também teve participação em filmes como “Rei do movimento” (1954), “De pernas pro ar” (1956) e “Pé na tábua” (1957).

“Tudo o que fiz, tudo o que faço, sempre tem como base o humor. Desde que nasci, desde sempre”, afirmou certa vez em depoimento ao site Memória Globo.

Jô também escreveu cinco livros: “O astronauta sem regime” (1983), coletânea de crônicas publicadas originalmente em “O Globo”; “O Xangô de Baker Street” (1995) tendo liderado as listas dos mais vendidos no Brasil e sendo adaptado para o cinema em 2001; “O homem que matou Getúlio Vargas” (1998), “Assassinatos na Academia Brasileira de Letras” (2005) e “As esganadas” (2011).

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!