Natal ganha aplicativo de transporte feminino com motoristas mulheres

A partir desta segunda-feira (29), as natalenses passam a contar com um aplicativo de transporte só com motoristas mulheres e exclusivo para atender às suas necessidades, com maior segurança e conforto. O app, que já atua com sucesso em mais de 200 cidades brasileiras, está expandindo suas operações para a região de Natal, São Gonçalo do Amarante e Parnamirim. Com mais de 100 mil motoristas e 2 milhões de passageiras, o aplicativo Lady Driver se estabeleceu no mercado nacional garantindo atendimento diferenciado.

O app, que revoluciona o transporte feminino, oferece como diferencial a autoconfiança das mulheres, seja na posição de passageira ou de motorista. A primeira praça de atuação no País foi São Paulo (SP) e, aos poucos, outras cidades foram conquistadas como Belo Horizonte (MG), Cuiabá (MT), Teresina (PI) e Rio de Janeiro (RJ). Operando também em diversas cidades do Nordeste, como Salvador (BA), Petrolina (PE), Juazeiro (BA), Recife (PE), Olinda (PE), e em breve, Fortaleza (CE) e João Pessoa (PB).

Hudneide Vieira da Nóbrega, de 56 anos, é uma das cadastradas. Ela trabalha como motorista de aplicativo há sete anos e diz que se sente mais segura ao transportar o público feminino. “Nós mulheres, passamos algumas vezes situações desconfortáveis da mesma forma que as clientes. Por buscar essa viagem segura e de responsabilidade, e o app vem exatamente com esse propósito, resolvi aderir para me sentir mais confortável e passar também esse conforto e credibilidade para minhas clientes”, diz a motorista. Ela espera uma receptividade muito boa entre o público feminino, uma vez que as mulheres querem segurança. “Até porque todas que entram nos nossos carros, as palavras mágicas que ouvimos são ‘graças a Deus que é uma mulher’ “, aponta.

De acordo com a licenciada pelo aplicativo na Grande Natal, Rebecca Cabral, a Lady Driver nasceu em 2017, sendo pioneira em criar um ambiente de trabalho seguro e especial para as motoristas, proporcionando independência financeira e confiança. “Para as mulheres, esse serviço é uma forma de evitar o desconforto do assédio, que infelizmente tem se tornado mais frequente. A CEO da empresa, Gabryella Corrêa, foi uma das vítimas em 2016 e descobriu em uma pesquisa nacional, que 97% das mulheres já sofreram algum tipo de importunação no transporte e que não se sentem seguras ao usar o serviço”, diz Rebecca.

A licenciada revela também ter se encantado pelo propósito da empresa que, segundo ela, “vem desenvolvendo um trabalho de empoderamento junto às motoristas parceiras com o objetivo de gerar oportunidades para empreender e proporcionar um atendimento com mais segurança, conforto e amorosidade para mulheres, crianças e pessoas idosas acima de 65 anos”, acrescenta. E se destaca oferecendo um serviço inovador e uma série de diferenciais para motoristas e passageiras. “Entre eles está o valor de repasse para motoristas que é de 75% da corrida, treinamentos periódicos, suporte humanizado na operação, a possibilidade de fazer o seu horário de trabalho, a opção de agendamento de corridas e o recurso da motorista ser favoritada”, explica Rebecca.

Hudneide acredita que esse serviço exclusivo será positivo economicamente, já que a renda diminuiu ao longo do tempo. “Nós primeiros anos eram bem melhores, e hoje quanto mais a gente se esforça o dinheiro quase não rende. Preservo meu carro sempre limpo e organizado, faço as revisões e espero também receber conforto, respeito e claro lucro”, diz ela. Já as passageiras da Lady Driver, além do atendimento on demand, o mais conhecido pelo público, também contam  com o serviço de agendamento por recorrência para seus compromissos de trabalho, faculdade, academia entre outros, de uma só vez no app, com vantagem de economizar nas tarifas.

No agendamento a mulher tem a opção de incluir dependentes como crianças e pessoas idosas para evitar esperas por chamados. E podem economizar compartilhando o mesmo carro com amigos do condomínio, por exemplo. “O LadyCare atende  o público de pessoas idosas geralmente desassistido pelos transportes. E o Lady Kiddos, proporciona transporte seguro para crianças e adolescentes, entre 8 e 16 anos, com as ‘Mãetoristas’ treinadas e qualificadas.

O app é o único no Brasil que tem autorização para transportar crianças sem acompanhamento de um adulto”, finaliza.

Como se tornar motorista Lady Driver

As interessadas em se cadastrar podem baixar o aplicativo disponível apenas para Android, possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH), com a observação de que exerce atividade remunerada (EAR), possuir carro com até dez anos de fabricação, quatro portas, com ar-condicionado, IPVA e o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CLRV), em dia, conta bancária e comprovante de residência. Para Passageiras O aplicativo Lady Driver para passageiras está disponível para IOS e Android. Pelas redes sociais é possível conhecer mais sobre a ferramenta pelo @‌ladygrandenata.l

Foto: Divulgação

 

 

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!