Polícia Civil esclarece assassinato de advogada e namorado em Nova Parnamirim

Nesta sexta-feira (01), o delegado Cláudio Henrique, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), detalhou a operação realizada pela Polícia Civil do RN para prender Émerson Carlos Pereira da Silva, investigado pelos assassinatos de Andreia da Silva Teixeira, de 44 anos, e Lenivaldo César de Castro, de 52 anos, na madrugada de quarta-feira (28), em um condomínio no bairro Nova Parnamirim, em Parnamirim.

Após investigações, policiais civis da DHPP localizaram o suspeito em um posto de gasolina no bairro de Emaús. Na ocasião, Émerson Carlos estava dentro de um carro de aplicativo e pretendia fugir para uma cidade do interior do RN. A Polícia Civil realizou um cerco policial e durante a abordagem, Émerson Carlos tirou a própria vida com um disparo de arma de fogo. Ainda segundo informações, ele também tentou fazer o motorista de refém.

Após o fato, o local foi isolado e o Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP) foi acionado para a perícia.

Veículo do crime foi encontrado pela Polícia Civil 

Na última quarta-feira (28), a Polícia Civil empreendeu diligências e encontrou o veículo utilizado pelo suspeito durante o crime, na rua dos Tororós, no bairro de Lagoa Nova, Zona Sul de Natal. Em ação conjunta com o ITEP, uma cápsula deflagrada de calibre 12, possivelmente a arma utilizada no crime, foi encontrada no interior do carro.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil do Rio Grande do Norte (SECOMS)

Foto; Reprodução/Polícia Civil

 

 

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!