Tornozeleira explode e deixa presa do regime semiaberto ferida em Natal

Uma mulher em Natal foi encaminhada ao Hospital Walfredo Gurgel após sua tornozeleira eletrônica explodir, resultando em queimaduras de 3º grau e a formação de um buraco na pele, exigindo intervenção médica. O incidente foi documentado pela equipe do Via Certa Natal. A prima da mulher descreveu o acontecido, mencionando que a tornozeleira derreteu antes de explodir.

O Sistema Penal do Estado esteve no hospital e informou à família que este foi o primeiro caso registrado, destacando que nunca algo semelhante havia ocorrido antes.

A Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap) iniciou uma investigação para apurar o ocorrido durante o uso da tornozeleira por uma apenada do regime semiaberto.

A mulher foi submetida a atendimento médico no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, mas seu estado de saúde não foi divulgado pela pasta.

A Seap acionou a Polícia Civil para realizar uma perícia no material, a fim de esclarecer se a explosão foi causada por falha do equipamento ou mau uso, embora a tornozeleira ainda não tenha sido entregue até a última atualização.

A família informou que pretende deixar o equipamento em uma Delegacia de Polícia na capital potiguar. A Central de Monitoramento Eletrônico (CEME) e a empresa fornecedora do equipamento foram notificadas do caso e se deslocaram imediatamente ao hospital.

Em oito anos de monitoramento eletrônico no estado, com 3.420 tornozeleiras ativas de duas empresas diferentes, nenhum episódio de explosão do equipamento havia sido registrado até então. A situação levanta questões sobre a segurança e funcionamento adequado desses dispositivos no sistema penal.

Foto: Via Certa Natal

 

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!