Troféu Cultura 2022 tem somente um representante de Mossoró nesta edição: Marcelo Amarelo

O Troféu Cultura 2022 acontecerá no Teatro Riachuelo no próximo dia 5 de dezembro, em Natal, a partir das 19h com acesso gratuito e com a presença da atriz mossoroense Tony Silva e o cantor e compositor Sueldo Soares.

Os indicados estão listados no blog Papo Cultural nas categorias: Artes Visuais, Audiovisual, Literatura, Produção Cultural, Melhor Show, Melhor Cantor/Cantora, Melhor Ator/Atriz. Melhor Espetáculo Cênico e, para fechar, Artista do Ano. Os vencedores serão agraciados com o Troféu Cultura, elaborado pelo artista visual Fábio DiOjuara.

A votação começou na última sexta-feira (7) e segue até as 23h59 do dia 1º de dezembro. Cada votante só terá direito a um único voto, por CPF. Os mais votados pelo público em cada categoria serão anunciados durante a cerimônia no Teatro Riachuelo, que este ano terá direção do produtor e jornalista Edson Soares.

Nesta 17ª edição do Troféu, apenas um mossoroense está na disputa, Marcelo Amarelo, na categoria Artes Visuais com “Painéis e Art Door”.

Clique aqui para votar.

 

SOBRE O ARTISTA: Marcelo Amarelo, ganhou notabilidade no meio cultural pelas suas habilidades inusitadas para a criação, no mais puro sentido da palavra. Natural de Mossoró/RN, o artista de 40 anos tem acumulado vasta experiência ao longo dos 20 anos de dedicação integral às artes, das mais variadas expressões e linguagens.

Seu primeiro contato com o universo das cores e com a plasticidade das formas foi através do grafite, estilo que acabou por levar o artista a enveredar pela arte contemporânea, onde passeia pelos diversos estilos de arte, como a escultura, instalação, intervenção urbana, pintura, performance, entre outros, produzindo trabalhos que cada vez mais convidam a uma profunda conscientização.

Já realizou duas exposições individuais na cidade de Mossoró/RN, a primeira “Dobraduras de Liberdade” em outubro de 2009 e a segunda “Cor…promisso” realizada em maio de 2010, abordando a temática da reciclagem de produtos descartáveis, dessa vez usou caixas de papelão como matéria-prima, transformando-as em arte, conquistando mais uma vez sucesso de crítica e público.

Marcelo Amarelo impressiona pela sua inquietude e vitalidade, sempre à procura de novos desafios que possam provocar suas habilidades, fazendo de sua arte e seu trabalho o instrumento condutor de sua vida.

 

Participações em salões e bienais de arte:

  • I Bienal Del fin Del mundo – 2007, Ushuaia/Argentina;
  • I Salão Abraham Palatnik de Artes Visuais (recebeu prêmio: Menção Honrosa) 2007, Natal/RN;
  • Projeto Densidade (Intervenções Urbanas), promovido pela Fundação José Augusto- 2007, Natal/RN;
  • II Salão Abraham Palatnik de Artes Visuais – 2008, Natal/RN;
  • IX Bienal do Recôncavo – 2008, São Félix/BA;
  • X Bienal de La Habana – 2009, Havana/Cuba;
  • Festival de Cinema de Jericoacoara – 2012;
  • Exposição RN na Copa – 2014;
  • Salão Nordeste Chico Santeiro – 2014;
  • Salão Dorian Gray de Arte Potiguar – Edições 2016 a 2019;
  • Brasilianishes Kulturfestival Viena/Áustria – 2019.

 

_____________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!