Vacinação contra a febre amarela e Covid-19 segue neste sábado em Mossoró

A Prefeitura de Mossoró está realizando neste sábado (4) o “Dia F” de vacinação contra a febre amarela, disponibilizando também a imunização contra a Covid-19. A população pode procurar um dos três pontos abertos ao longo do dia para receber a proteção contra os agravos. Estão em funcionamento, até as 16h, as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) Maria Soares da Costa (Alto de São Manoel) e Dr. Chico Costa (Santo Antônio), e o Partage Shopping, das 10h às 18h.

“É importante que a população a partir dos nove meses aos 59 anos fique atenta e venha se imunizar contra a febre amarela. O município está realizando esse ‘Dia F’ para que as pessoas possam se sensibilizar e buscar as unidades para se proteger. Estamos vacinando também contra a Covid-19, a partir de seis meses até a população idosa”, reforçou Etevaldo de Lima, coordenador de Imunizações.

A vacina contra a febre amarela é direcionada à população de nove meses a 59 anos de idade. As crianças com nove meses de idade podem tomar a primeira dose. Os menores de cinco anos devem receber uma dose de reforço, e a população de cinco a 59 anos precisa receber apenas uma dose da vacina.

A vacina é altamente imunogênica e segura, sendo o único meio de proteção contra a doença. Desde 2020, com a expansão da circulação viral no Brasil observada das últimas décadas, o Ministério da Saúde decidiu ampliar a vacinação de rotina para todo o país.

Em relação à Covid-19, a população tem à disposição doses das vacinas monovalentes para atualização do esquema vacinal e ainda a dose bivalente para quem já se encaixa em um dos grupos aptos a se imunizar com essa dose de reforço.

A vacina bivalente contra a Covid-19 é voltada para quem tomou as duas primeiras doses das vacinas monovalentes, com a última dose tendo sido aplicada há pelo menos quatro meses. A dose de reforço está disponível para idosos a partir de 60 anos; pacientes imunocomprometidos a partir de 12 anos de idade; pessoas que vivem em Instituições de Longa Permanência (ILP) a partir de 12 anos de idade, abrigados e os trabalhadores dessas instituições; comunidades indígenas, ribeirinhas, e quilombolas a partir de 12 anos de idade; gestantes e puérperas.

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!