Vereador Pablo Aires é investigado por supostos casos de assédio moral em seu gabinete

O Ministério Público do Trabalho (MPT) tomou a iniciativa de abrir uma investigação para apurar possíveis casos de assédio moral e outras irregularidades no gabinete do vereador mossoroense Pablo Aires (PSB). O procurador responsável por conduzir a investigação é Afonso de Paula Pinheiro Rocha, vinculado à Procuradoria Regional do Trabalho da 21ª Região, e a portaria referente ao inquérito recebeu o número 208.2023.

O foco da investigação não se limita apenas ao vereador Aires, mas também inclui a chefe de gabinete, Virgínia Torres. A intenção é avaliar a necessidade de adotar medidas legais, tanto judiciais quanto extrajudiciais, diante das alegações de perseguição, ameaça de demissão e outras possíveis transgressões.

A data da portaria é o último dia 13, e chama a atenção o fato de o gabinete do parlamentar na Câmara Municipal de Mossoró apresentar uma alta rotatividade de assessores. Nos últimos meses, aproximadamente cinco deles foram exonerados, o que pode indicar um ambiente de trabalho problemático.

Vale ressaltar que há cerca de um mês, o vereador Pablo Aires já estava envolvido em uma polêmica com uma entidade ligada à causa animal, uma das suas bandeiras de luta. Essa situação gerou um significativo desgaste devido a sérias denúncias feitas contra ele.

*Com informações do Blog Carlos Santos

Foto: Reprodução

 

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!