Assassino de Leozinho, em 2020, em Mossoró, pega doze anos de cadeia em julgamento realizado nesta segunda (07)

Aconteceu nesta segunda-feira (07), no Fórum Municipal Desembagador Silveira Martins, em Mossoró, o julgamento de Valderi Lúcio de Medeiros, pelo assassinato de Leonardo Borges da Silva (Leozinho) de 22 anos, em 23 de agosto de 2020, em um espetinho localizado no Alto de São Manoel.

Valderi foi condenado a 12 anos por homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe e com recurso que dificultou a defesa da vítima, além de 2 anos por porte ilegal de arma de fogo e mais 2 meses por ameaça a uma testemunha, o que totalizaria 14 anos e 2 meses de prisão, inicialmente em regime fechado, mas, por ter confessado o crime e por não ter antecedentes criminais, teve a pena reduzida, ficando determinada em definitivo em 12 anos.

Valderi foi ainda inocentando de outras duas outras acusações: uma segunda ameaça a testemunhas e ainda por usurpação da função pública, por se identificar como polícia militar após o cometimento do crime.

 

Confira parte do depoimento do condenado:

 

Confira abaixo comentários do juiz Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros, do promotor Armando Lúcio Ribeiro e do e advogado de defesa, Francisco Diassis, após o julgamento de vigilante.

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!