Bolsonaro é alvo de operação da PF e tem 24 horas para entregar passaporte

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, ordenou que o ex-presidente Jair Bolsonaro entregasse seu passaporte em 24 horas, como parte de uma investigação sobre uma tentativa de golpe de Estado para permanecer no poder após a derrota nas eleições de 2022. Bolsonaro concordou em entregar o documento. Além disso, Moraes proibiu Bolsonaro de entrar em contato com os investigados na operação.

A operação, conduzida pela Polícia Federal, busca informações sobre uma suposta fraude nas urnas eletrônicas e ações para subverter o Estado Democrático de Direito. Diversos aliados civis e militares de Bolsonaro são alvos da investigação, incluindo generais, almirante, delegado da PF, presidente do PL (partido de Bolsonaro), ex-assessor e coronel reformado do Exército. Alguns receberam mandados de prisão preventiva.

A ação envolve 33 mandados de busca, 4 prisões preventivas e 48 medidas cautelares, em 10 unidades da federação. A operação foi desencadeada com base em informações falsas divulgadas pelos investigados sobre o sistema eleitoral brasileiro, visando legitimar uma intervenção militar. O Exército foi chamado para acompanhar o cumprimento das ordens contra os militares envolvidos.

*Com informações G1

Foto: Reprodução

 

 

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!