CCZ alerta frequentadores do Parque Municipal sobre contato com animais

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), órgão ligado à Secretaria Municipal de Saúde (SMS), orienta a população que frequenta o Parque Municipal Prof. Maurício de Oliveira para evitar o contato com os animais para diminuir prováveis ataques dos saguis. Recentemente houve um caso de ataque no Parque. Um sagui mordeu um frequentador.

Médico veterinário do CCZ, Genycleiton de Gois destaca, primeiramente, que os saguis são primatas e não animais domesticados. Segundo ele, esses animais vêm da natureza e não é recomendável nenhum contato. “Alimentar esses animais e se aproximar deles não é uma forma recomendável”, inicia o servidor.

“Esses animais não devem ser alimentados por humanos em parques, não gerar dependência e incitar a população a se aproximar dos animais, além das transmissões de patologias tanto do animal para o homem como do homem para o animal”, emendou.

Genycleiton ressalta ainda que os saguis são animais que na vida adulta tornam-se mais agressivos devido a maturidade sexual e a competição por território. “Deve haver uma conscientização por parte da sociedade e áreas como os parque ecológicos que existem áreas limitadas. É recomendável para os munícipes não invadirem essas áreas para não sofrer determinados ataques como ocorreu”.

“Respeitar todas as áreas limitadas de acesso aos parques, não jogar lixo nos parques, vedar lixeiras para evitar acesso de animais e promover constante educação ambiental e respeito a vida animal nessas áreas

As principais doenças transmitidas por esses animais são raiva, através de mordedura em humanos, verminoses, interites, pneumonias, entre outras. “Quando estressados ficam mais vulneráveis a contrair e transmitir doenças aos seres humanos”, explica o médico veterinário.

______________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!