DER amplia frentes de trabalho para recuperar 29 rodovias estaduais

O Departamento de Estradas de Rodagens do Rio Grande do Norte (DER/RN) ampliou as frentes de trabalho em operação simultânea na execução do Plano de Restauração de Trechos Críticos, que prevê investimentos de R$ 50 milhões para melhorar as condições de trafegabilidade das rodovias estaduais. Uma delas opera na Rodovia Estadual Transitória (RNT-226), entre os municípios de São Vicente e Florânia. Nesta sexta-feira (29), operários trabalhavam na recuperação do piso dos locais mais deteriorados, onde já não havia mais asfalto e era necessária uma intervenção mais dispendiosa. Outra, na RN-228, onde a restauração está sendo feita numa faixa de 15 quilômetros entre Carnaúba dos Dantas e a Divisa com a Paraíba.

As equipes também atuam na RN-088 (Jardim do Seridó-Parelhas), refazendo a base e a sub-base para receber o recapeamento asfáltico; na RN-233, Caraúbas/Apodi; e estão se dirigindo para o Vale do Açu para fazer as melhorias na estrada Assu-Carnaubais. “Já foi feita restauração na RN-288, entre São José do Seridó e Caicó”, diz a diretora-geral do Departamento de Estradas de Rodagens (DER), Natércia Nunes.

Das 29 intervenções constantes do Plano de Restauração de Trechos Críticos, 13 já foram concluídas ou estão em fase de execução, 15 serão iniciadas até meado de agosto e uma em setembro. Entre as que foram concluídas, ou encontram-se em processo final de conclusão, está a RN-078, que vai de Patu até a Divisa com a Paraíba, num total de 10 quilômetros; os dezesseis quilômetros da RN-072 entre Lucrécia e Umarizal; e a Leste-Oeste, via urbana que liga o Centro de Mossoró aos bairros onde estão localizados os campi universitários e o Hospital da Mulher.

Ao todo são 430 quilômetros de rodovias incluídas no Plano de Recuperação de Trechos Críticos. Além disso, o Governo do Estado investe R$ 75 milhões na reconstrução da RN-233, que interliga a BR-304, em Assú, à BR-226, em Triunfo Potiguar. Essa obra não estava prevista no plano de aplicações do acordo de empréstimo junto ao Banco Mundial, mas foi inserida pela importância que tem no estratégico processo de transição energética, em curso no Rio Grande do Norte.

A via terá padrão parecido com o das rodovias federais – mais larga, sinalizada e segura – para assegurar o tráfego de caminhões que fazem o escoamento da produção agrícola e industrial do Vale do Açu, e de carretas que por lá passam transportando equipamentos vindos do Ceará para os parques eólicos da região Central. A RN-233 integra os investimentos que estão sendo aplicados em dez rodovias estaduais desde 2019, com recursos do empréstimo junto ao Banco Mundial, totalizando 217 quilômetros de vias reestruturadas e R$ 250 milhões em investimentos para garantir infraestrutura, mobilidade e acessos entre as regiões do Estado.

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!

Foto (RNT-226): Sandro Menezes.