Escolhidas empresas para conduzir o concurso público da Fundase/RN

O resultado do julgamento das propostas técnicas para a escolha da banca organizadora do concurso público da Fundase/RN foi publicado no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (9). O Instituto AOCP (Assessoria em Organização de Concursos Públicos) obteve a pontuação necessária para classificação. Foram avaliadas equipe técnica e experiência da instituição. A etapa seguinte será a análise da proposta financeira.

O processo de licitação permite ainda que as duas outras empresas participantes – Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC) e Instituto de Acesso de Ensino, Pesquisa, Avaliação, Seleção e Emprego (Instituto Acesso) – entrem com recursos no prazo de cinco dias úteis. Caso a Comissão Especial do Concurso Público (CECP) não aceite eventuais apelações, o Instituto AOCP será oficializado e contratado pelo Estado.

A realização do concurso público cumpre termo de acordo judicial assinado pela Fundase/RN e pelo Ministério Público do Estado (MPRN) em 2019. O pacto foi reafirmado em novo documento no dia 13 de julho de 2021.

 

Sobre o concurso público

O concurso da Fundase/RN terá vagas para os níveis médio e superior distribuídas entre Natal/Parnamirim, Mossoró e Caicó. Das 577 vagas, 61 serão para o cargo de analista socioeducativo, com salário inicial de R$ 3.189,39 e exigência de nível superior em Serviço Social (23); Pedagogia (15); e Psicologia (23).

Também com exigência de nível superior, em qualquer curso, serão ofertadas 420 vagas para o cargo de agente socioeducativo, com salário inicial de R$ 2.286,55. Serão 250 oportunidades para Natal/Parnamirim, 115 para Mossoró e 55, Caicó.

Para o cargo de analista administrativo, serão ofertadas 24 vagas, com salário inicial de R$ 3.029,92, para contador (1); graduação em Gestão Pública (11); analista de sistemas (1); arquiteto (1); bacharel em Direito (6); engenheiro da Computação (2); nutricionista (1).

Ainda haverá oportunidades para técnico de nível superior (17) e técnico de nível médio (55), com salários iniciais de R$ 2.870,90 e R$ 1.899,31, respectivamente.

A seleção dos cargos de analista socioeducativo, analista administrativo e técnico de nível superior contará com provas objetiva (conhecimentos gerais e específicos) e discursiva, de avaliação de títulos, investigação social e exame toxicológico.

Já os futuros agentes socioeducativos passarão pelas mesmas etapas mais teste de aptidão física e curso de formação, enquanto o certame para os cargos de técnico de nível médio terá apenas prova objetiva, investigação social e exame toxicológico.

Link da publicação no DOE/RN AQUI.

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!