Expofruit começa nesta quarta-feira (24) com expectativa de movimentar R$ 60 milhões

A Estação das Artes Elizeu Ventania recebe a partir desta quarta-feira (24) empresas com exposição de frutas e equipamentos agrícolas, além de contar com rodadas de negócios, programação de oficinas, seminários, painéis, palestras e minicursos. A expectativa é movimentação de R$ 60 milhões em negócios na edição que marca a retomada da Expofruit após dois anos de paralisação por conta da pandemia de Covid-19.

A feira é uma realização do Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (COEX-RN), juntamente com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte (Sebrae/RN), a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) e outras instituições parceiras.

“A expectativa dos organizadores é que a feira receba a visita de 15 mil pessoas, o público em geral e empreendedores, mas ela é essencialmente uma feira de negócios. Uma exposição da fruticultura da nossa região com vistas ao fechamento de negócios. Então, nós vamos ter, por exemplo, a visita de empreendedores chineses e espanhóis que estarão visitando a feira e participando dos eventos da feira. A feira não é só a exposição dos estandes, também tem seminários, mesas redondas, palestras e encontros de negócios que vão acontecer. A expectativa é de que 60 milhões de reais sejam fechados em contratos de fornecimento de frutas nesse período”, destacou o secretário da SEDINT, Franklin Filgueira.

A partir das 18h até as 23h haverá exposição, com cerimonial de abertura da Expofruit a partir das 19h30. “A prefeitura estará presente no evento e nós teremos um estande, onde vamos ter uma área de degustação de frutas produzidas pelos pequenos produtores rurais da cidade. Nós temos um outro local para degustação de doces produzidos a partir de frutas da região também pelos pequenos produtores locais. Também contaremos com atendimento aos pequenos produtores com a equipe de técnicos da Secretaria da Agricultura e Desenvolvimento Rural”, ressaltou Filgueira.

A Prefeitura terá ainda uma equipe de agrônomos atendendo os pequenos produtores. Haverá ainda atendimento relacionado ao Painel do Empregos para as empresas conhecerem o serviço e o banco de dados de profissionais que podem atuar na área da fruticultura.

“Vamos ter também uma área para apresentar o turismo da cidade, em particular o turismo ligado ao agronegócio. O sexto espaço é uma área de atendimento onde nós vamos receber empresários, investidores, representantes de instituições nacionais e também os empreendedores de outras regiões”, concluiu o secretário.