IBGE apresenta balanço do Censo 2022 em reunião na Câmara de Mossoró

Com o objetivo de promover a transparência do Censo Demográfico de 2022, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) realizou a 2ª Reunião de Planejamento e Acompanhamento do Censo 2022 (2ª Repac), na manhã desta segunda-feira (17), na Câmara Municipal de Mossoró.

Na oportunidade, o IBGE informou sobre o andamento da coleta no censo. A intenção é obter cobertura territorial correta e melhor qualidade dos dados levantados. A reunião contou com técnicos do IBGE e representantes de entidades e instituições, como Prefeitura de Mossoró e Sebrae.

A apresentação foi feita por Laura Beatriz Veríssimo Pacheco, servidora do IBGE em Mossoró. Ela apresentou informações extraídas hoje do Sistema Integrado de Gerenciamento e Controle (SIGC) do IBGE, que informa os dados do andamento da coleta de dados por estado ou município.

Eis a situação de Mossoró: total de setores (428); setores concluídos (206); setores em andamento (158); setores não iniciados (64); endereços visitados (111.020); domicílios entrevistados (67.820); domicílios fechados (15.975); população recenseada (195.475).

Entre as dificuldades, segundo Laura Veríssimo, estão ausências de moradores, recusas, acesso a condomínios e restrições de segurança. Notícias falsas, por exemplo, sobre o censo e o papel dos recenseadores, também dificultam o trabalho.

O coordenador de área do Censo Demográfico em Mossoró, Hildebrando Mota, discorreu sobre a tecnologia de georeferenciamento, utilizada no trabalho. “Os domicílios georeferenciados poderão ser de grande utilidade para a municipalidade, para obter parâmetros para o IPTU e mapeamento de possíveis pontos de alagamento pelas chuvas, por exemplo”, informa.

 

Saiba mais

O XIII Recenseamento Geral do Brasil, mais conhecido como Censo 2022, é a 13 ª operação censitária realizada em território brasileiro. A cargo do IBGE, tem a função de retratar a população brasileira, suas características socioeconômicas e, ao mesmo tempo, servir de base para todo o planejamento público e privado pelos próximos dez anos.

A coleta de dados do Censo 2022 começou em 1.º de agosto, contando com um orçamento de R$ 2,29 bilhões e mobilizando mais de 200 mil profissionais contratados exclusivamente para esta operação.

Inicialmente planejado para 2020, como costume de se realizar a cada dez anos, o censo foi adiado em um ano, impossibilitado de sua realização em razão da pandemia de COVID-19 no Brasil. Contudo, não ocorreu em 2021, após corte do Governo Federal da verba destinada à pesquisa em mais de 90%, sendo mais uma vez adiado para o ano seguinte.

_____________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!

Foto: Edilberto Barro - CMM.