Instituições realizarão palestra nesta quinta-feira (14) sobre a relação do nem indiano e a criação de abelhas

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), a Universidade Vale do Acaraú (UVA), a Embrapa, a Ufersa, o Sebrae e a Associação de Meliponicultores e Meliponicultoras Potiguar (Amep) realizarão nesta quinta-feira (14), das 19h30 às 21h no IFRN de Apodi a palestra técnica “O nim e sua relação com a criação de abelhas sociais no Semiárido”.

O palestrante será o Doutor José Everton Alves, da UVA, com moderação do Doutor Daniel Pereira Santiago, da Embrapa e tem como público principal os apicultores. Os interessados poderão se inscrever através do link https://suap.ifrn.edu.br/eventos/inscricao_publica/2651/ para obterem certificado. A palestra também será transmitida pelo canal do YouTube do IFRN de Apodi através do link: https://www.youtube.com/watch?v=9F86WGSASRQ

O nim ou neem indiano é uma planta de origem asiática introduzida no semiárido do Nordeste brasileiro entre as décadas de 1990 e 2000. Se popularizou rapidamente, principalmente para a arborização das zonas urbanas e rurais, devido ao rápido crescimento e também por manter-se verde durante todo o ano.

Mantem-se verde, floresce e frutifica na época seca, melhorando a ambiência da caatinga e servindo de abrigo para os animais além de contribuir para a alimentação de animais domésticos (ruminantes), néctar e frutos para os animais silvestres e abelhas.

A árvore do nim, chamada pela ONU pelas Nações Unidas como a “árvore do século 21”, é conhecida pelas suas contribuições para a agricultura sustentável, assim como pelas suas aplicações no setor da medicina, farmacêutica e cosmética em todo o mundo.