Médicos descobrem feto calcificado no abdômen de idosa de 81 anos

Daniela Almeida Vera, de 81 anos, descobriu que durante 56 anos carregou um feto calcificado em seu abdômen ao ser encaminhada para o Hospital Regional de Ponta Porã, na região sul de Mato Grosso do Sul, com fortes dores abdominais. O “bebê de pedra”, como está sendo chamado pela equipe médica, foi descoberto após uma tomografia 3D constatar o feto calcificado na região do abdômen dela no dia 14 de março.

Após a descoberta, a equipe de obstetrícia da instituição foi acionada e realizou a cirurgia para retirá-lo. Após o procedimento, a paciente foi encaminhada para uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), mas morreu no dia seguinte.

O motivo da morte foi um quadro grave de infecção generalizada, que ocorreu a partir de uma infecção urinária. A família da idosa disse ao G1 que ela tinha medo de ir ao médico. Ela era indígena e preferia tratamentos alternativos.

Agora será realizada uma análise clínica do feto calcificado. A partir do estudo, será possível responder mais detalhes sobre o bebê, como o tempo exato que ele ficou na barriga de Daniela.

*Com informações G1
Foto: Divulgação

 

 

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!