Suspeito de assassinar psicóloga em Assú permanece preso após audiência de custódia

O servidor do TJRN João Batista Carvalho Neto, 41 anos, suspeito do homicídio de Fabiana Maia Veras, psicóloga de 45 anos, em Assú (RN), permanece preso. A justiça converteu a prisão em flagrante em preventiva na tarde desta quinta-feira (25), após a realização de uma audiência de custódia.

A audiência ocorreu às 14h de hoje, através de videoconferência, conduzida a partir de Mossoró. Desde a noite de ontem (24), o suspeito custodiado na Cadeia Pública de Caraúbas.

De acordo com os dados apurados pela Polícia Civil, João Batista de Carvalho Neto, é suspeito de ter matado Fabiana, desferindo seis facadas contra ela, com o objetivo de acessar informações sobre sua ex-namorada contidas no celular da vítima.

A Polícia Civil está trabalhando agora para concluir o inquérito policial para em seguida ser remetido ao Ministério Público para que o órgão ofereça a denúncia à Justiça.

Sendo aceita a denúncia, se dará início ao processo penal. Até lá, João Batista, suspeito permanece sob prisão preventiva até que a defesa possa eventualmente solicitar um Habeas Corpus.

Foto: Reprodução

 

 

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!