Taxa de desemprego no RN é a 5ª maior do país, revela IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que a taxa de desemprego no Rio Grande do Norte atingiu 10,1% no terceiro trimestre de 2023, colocando o estado como o quinto com maior índice no país. Os trabalhadores potiguares têm uma renda média mensal de R$ 2.248, inferior à média nacional de R$ 2.982, com uma diferença de R$ 734.

Apesar disso, houve um aumento de 6,9% na renda dos potiguares em comparação com o mesmo período de 2022. A pesquisa do IBGE considera a situação de pessoas com idade produtiva, a partir dos 14 anos.

A taxa de desemprego do RN se manteve estável, com uma pequena redução de 0,4 em comparação com o mesmo trimestre do ano anterior. Em relação ao trimestre de abril a junho, a queda foi de 0,2, indicando uma situação estável no estado.

Quanto à subutilização da força de trabalho, que inclui pessoas desocupadas ou subocupadas, o RN apresenta uma taxa de 25,3%, superior à média nacional de 17,6%. Além disso, 25,5% dos trabalhadores potiguares atuam por conta própria, em linha com a média nacional.

Apenas 66,3% dos trabalhadores no setor privado no estado possuem carteira de trabalho assinada. O cenário econômico do RN é desafiador, destacando a necessidade de medidas para impulsionar a empregabilidade e melhorar as condições financeiras da população.

Foto: Reprodução

 

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!