Testagem de máquinas agrícolas em Apodi-RN impulsiona mecanização da agricultura familiar

Oministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA), Paulo Teixeira, esteve em Apodi, município do Rio Grande do Norte (RN), nesta sexta-feira 2, para a solenidade de testagem das máquinas chinesas específicas para a agricultura familiar. Resultado da parceria Brasil-China, a iniciativa dos governos federal e estadual, Consórcio Nordeste, Universidade Agrícola da China, Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) e indústrias nacionais unem esforços para alavancar a chegada das máquinas na Região Nordeste.  

Para o ministro Paulo Teixeira, essa experiência trará luz à necessidade de aumentar a mecanização da agricultura Familiar. “Esse processo será feito com máquinas pequenas para que as mulheres agricultoras e jovens agricultores possam manejar com mais facilidade e para que sejam mais acessíveis a essas trabalhadoras e trabalhadores”, explica. 

O ministro faz ainda um convite a China, representado por seu embaixador, Zhu Qingqiao, presente na ocasião. “Este é o momento pra convidar o embaixador da China a instalar uma empresa produtora de máquinas agrícolas para que consigamos dar um salto na mecanização dessa agricultura pungente, potente e nordestina que ensina o Brasil e o mundo a trabalhar nesse contexto de mudanças climáticas”, conclui. 

O evento vai ao encontro dos esforços do governo para mecanização e valorização da agricultura familiar, tanto para o governo chinês quanto para o Brasil. “Nós temos uma meta comum de promover ainda mais a mecanização, a prosperidade para todos e, em seguida, ampliar para as áreas de comercio, investimentos, social, ciência, tecnologia e inovação e trazer benefícios para todo o povo de todas as regiões e de todas as camadas sociais”, concorda o embaixador chinês. 

Testando 

A testagem de máquinas chinesas de pequeno porte, correu em Apodi (RN), na Comunidade Baixa Fachada, nesta sexta (2). O primeiro contêiner chegou no dia 16 de janeiro, com 14 máquinas, entre trator de esteira, cultivador, plantadeira, colheitadeira e semeadoura de alta precisão, além de equipamentos como arado de disco e um reboque para trator. Ao todo, 30 máquinas foram testadas por cerca de 150 famílias do oeste do estado, onde se concentra boa parte dos cerca de 50 mil empreendimentos agrícolas familiares da região.  

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, falou da importância da chegada dos equipamentos. “É apenas o começo dessa parceria para incrementar a mecanização da agricultura familiar, responsável pela maior parte dos alimentos que chega à mesa do povo brasileiro, principalmente do Nordeste, responsável por mais de 50% dessa produção”, afirmou. 

Acesso das mulheres 

O Brasil dá mais um passo no incentivo a mecanização da agricultura familiar, trazendo qualidade de vida, principalmente a trabalhadora do campo, responsável pela maior parte dessa atividade. “Nós queremos melhorar a nossa produtividade, inserindo as mulheres nesse processo da testagem das máquinas onde elas deram o show demonstrando que se tem tecnologia adaptada, se tem recurso é possível trabalhar”, relata, Josana Lima, coordenadora do Confederação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Contraf).  

“É possível sim a gente pensar nesse novo momento. Tecnologias que garantam que o nosso povo produza mais alimentos. Queremos a máquina para que ela dê qualidade de vida às nossas mulheres e homens que estão lá no campo”, conclui.  

Parceria Brasil-China 

A Parceria Brasil-China para mecanização de agricultura familiar é fruto de um memorando de entendimentos firmados com o objetivo de potencializar a produção de alimentos saudáveis no Nordeste, por meio da mecanização agrícola adaptada à realidade da agricultura familiar.  

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Agrário e da Agricultura Familiar (MDA) integram o movimento junto com o Consórcio Nordeste, Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf-RN), Universidade Agrícola da China (CAU), Instituto Internacional de Inovação de Equipamentos Agrícolas e Agricultura Inteligente (IIIEAAE), Associação Internacional para a Cooperação Popular (IAPC/BAOBAB) e Associação dos Fabricantes de Maquinaria Agrícola da China (CAAM).  

Participam também a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Norte (Fapern); Cooperativa da Agricultura Familiar Xique Xique; IFRN (Campus Natal e Apodi); Prefeitura Municipal de Apodi; Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Apodi (STTR), bem como as empresas chinesas. 

Foto: Divulgação

 

 

__________________

ACOMPANHE MAIS DA PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO DIFUSORA DE MOSSORÓ (AM 1170)  aqui.

© DIFUSORA – A FALA DO POVO!